07/Dezembro/2018 “De Reserva Nacional de Paracas até Nuevo Cañete/PE”

Publicado em Publicado em Diário de bordo

Como sempre, acordamos cedo e seguimos para o nosso destino “desconhecido”, rumo ao norte. 

Circulamos pelo Parque, fomos aos outros pontos turísticos, todos recuperados em 2017, muito novos e bem preservados em dez/2018.

Depois de muita contemplação e muitas fotos, seguimos rumo ao nosso próximo destino, uma parada na estrada rumo à Lima, denominado “Rancho Grande”, em Nuevo Cañete.

Para variar, tudo que você pensa negativo, se torna negativo e sujeito a acontecer.  Ocorre que no dia anterior, ao estacionarmos na praia do Parque Nacional de Paracas, identificamos que a lâmpada do farol esquerdo do artniC estava queimada e isto é uma falha grave sujeito a multas pela Polícia Peruana e uma fonte de problemas, especialmente para estrangeiros. Resolvemos seguir em frente assim mesmo, pois para substituir uma lâmpada do artniC é necessário “bascular” a cabine para ter acesso à parte traseira do farol para substituir a lâmpada, serviço para pelo menos 1 hora e com muita movimentação de ferramentas, caixas, etc, etc,…..

Assim seguimos em frente, e conforme a infalível lei de “MURPH” ( “se algo pode dar errado, dará” ) tudo se confirmou. Ao longo da estrada, nos deparamos um uma barreira policial onde nos foi requerido todos os documentos, identidade, passaporte, carteira de motorista internacional, seguro obrigatório para o Peru, e obviamente as luzes de indicações, onde nos mostramos surpresos e indignados pelo farol esquerdo não estar acesso. Bem, desta vez passamos ilesos, sem receber multa e nem fomos assediados, só fomos advertidos e que deveríamos providenciar o reparo. Durante a abordagem Policial, fomos perguntados se estávamos gostando da estadia no Pais e logo aproveitamos para, elogiar o Pais e ainda perguntamos onde poderíamos encontrar um mercado próximo para comprar legumes e verduras. O Policial foi muito solicito e informou que na estrada não seria possível encontrar tais recursos e que o artniC não poderia ingressar na cidade devido suas dimensões, seguimos então rumo ao destino pré estabelecido, um restaurante na estrada que aceita Overlanders para pernoite. 

Mais uma vez, tivemos sucesso. Chegamos ao local identificado pelo app iOverlander, e resolvemos permanecer. Para nossa grata surpresa, identificamos que neste mesmo local estava o nosso já antigo conhecido Crhistobal e sua família, todos Chilenos que encontramos pela primeira vez em 2017 na cidade de Puerto Varas e depois em Frutillar/CL e que continuamos mantendo contato ao longo de todo esse tempo. Foi muito prazeiroso este re-encontro totalmente inesperado. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *