10/Novembro/2017 – “De Puerto Natales até Torres del Paine – CL”

Publicado em Publicado em Diário de bordo

 

Acordamos, fizemos todo nosso ritual pré viagem calmamente e estávamos prontos para partir, mas verificamos que o pneu traseiro esquerdo estava vazio, e quando fomos detalhar, constatamos que havia sido “furado” propositalmente com algum objeto ponteagudo visto que haviam duas marcas indicando que algo foi introduzido na lateral do pneu. Imaginamos que isto ocorreu durante a madrugada, já que certa hora acordamos com uma algazarra de alguns jovens chegando de caro, som do carro bem alto e muita bagunça, onde ficaram por cerca de 15 min e imediatamente antes da saída desta turma escutamos um som que não identificamos no momento, mas agora não temos mais dúvidas do que foi.

Agora nos resta resolver a situação, fomos procurar uma Gomeria (Borracheiro), perguntamos para um caminhoneiro local, que gentilmente nos guiou até o local epronto tudo resolvido em cerca de 40 min. Curioso que conversando com o pessoal da borracharia, eles informaram que não é tão raro disto ocorrer. Então fica o alerta!

Tudo pronto, preço que consideramos justo pelo serviço.

Seguimos rumo ao Parque Nacional Torres del Paine, com previsão de ficar no Camping Pingo Savaje na Estância Sofia, antes de chegar ao Parque. Apesar da beleza do local, não foi possível ficar por ali, porque o local destinado ao camping não permitia o acesso com o artniC, por causa da altura dela, além da pouca boa vontade do atendentes em permitir estacionar em outra área, que em nosso entendimento não iria atrapalhar em nada, pois trata-se uma fazenda com uma área enorme e não havia ninguém acampado no local. Não recomendamos este local para estadia.

Seguimos rumo ao Parque, buscando um local para passer à noite e deixamos a estadia em um camping para o dia posterior.

Pernoitamos em um dos “miradores” do Parque desfrutando da bela vista do Lago Pehoé, que apesar da chuva durante à noite foi bem agradável.

No dia seguinte acordamos sem pressa e prosseguimos o passeio em direção ao Camping Serrano localizado junto à um dos acessos do Parque. Aproveitamos para lavagem de roupas e outras rotinas caseiras, contando com as facilidades do Camping.

Permanecemos no Camping por três dias e depois prosseguimos o passeio pelo Parque que contabilizando desde a data da nossa chegada, circulamos por pouco mais de 100 Km dentro do parque que de fato é muito bonito e muito gelado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *