13/Dezembro/2018 “ De Lima até San Bartolomé/PE”

Publicado em Publicado em Diário de bordo

Após algumas horas da nossa estadia em Lima, encontramos uma alternativa viável, para nós. Isto porque estávamos programados para ficar em Lima no período de 22 até 28/dez/2018. A alternativa que escolhemos foi de seguir para uma cidade ao Noroeste de Lima, seguindo pela Carretera Central. Mesmo sem muitos detalhes do local, resolvemos seguir para esta indicação, mais uma vez identificado através do app iOverlander. Até porque não encontramos alternativa para estacionar o artniC em Lima com segurança.

O trajeto, mais uma vez foi um enorme desafio, motivado principalmente pela aventura de cruzar o Centro de Lima e várias cidades ao longo da rodovia, onde em geral os motoristas não possuem o menor senso de respeito às regras internacionais de trânsito. Onde o principal recurso do veículo é a buzina…

A estrada em si, foi um espetáculo à parte. Uma estrada estreita, em aclive bem acentuado, margeando o Rio Rimac. Seguindo a indicação do GPS, chegamos ao local identificado, mas de início, não conseguimos descobrir como acessar o local, apesar de conseguir visualizar do alto da estrada que estávamos seguindo. Após abordar um motociclista/Piloto de Tuc -Tuc local, este nos orientou quanto ao acesso a ser seguido. E foi um emocionante e curto trajeto, onde precisamos cruzar uma estrada de ferro e seguir por uma via secundária que em geral é utilizada por pequenos veículos…

Como tem sido quase uma regra, uma “boa” estrada sempre nos leva à um ótimo prêmio.

Chegamos, gostamos e ficamos.

Trata-se de uma área dedicada à entretenimento infantil que também recebe Campistas, em especial Overlanders, chamada de “La Casa de Los Titiriteros.” 

Por aqui permanecemos por 8 dias usufruindo da tranquilidade e hospitalidade do local. 

Alguns eventos marcaram a nossa permanência neste agradável local. Primeiro o local em si, pois existe um belo rio que cruza a propriedade, depois a tranquilidade do local e suas facilidades, energia, água abundante (coisa rara no Peru) e sinal de Wi-Fi (lento, mas consistente). O fato pitoresco ficou por conta da frágil instalação elétrica do local, onde ocorreu uma sobre carga na tomada de energia, incendiando e derretendo totalmente a tomada do Camping. Identificamos o problema, providenciamos a substituição da tomada por uma, agora adequada que ficou muito melhor do que a instalação original e para nossa surpresa a equipe do Camping ainda ficou muito agradecida pelo reparo realizado. Energia restabelecida, depois foi só continuar desfrutando.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *