15/Novembro/2017 – “De Cerro Castillo – CL até El Calafate – AR”

Publicado em Publicado em Diário de bordo

Logo no início da manhã, fomos até à esquina onde se encontra o Posto de Saúde e onde trabalha o nosso Anfitrião, Sr Peppe. Nos despedimos e de forma muito descontraída nos desejou boa viajem recomendando seguir sempre devagar (despacito), nem precisava, mas foi mais um incentivo para continuarmos no nosso ritmo.

Cerca de 500 m à frente chegamos à Aduana Chilena para o procedimento de saída do País. Sem nenhuma dificuldade, rápido e simples.

Seguimos rumo à Aduana Argentina 7 Km à frente em estrada de rípio.

Chegamos à modesta edificação da Aduana Argentina onde a conferência de documentação foi também bem simples, mas o processo de vistoria e liberação do artniC foi extremamente lento. Não pela vistoria, mas sim pela demora da chegada de um funcionário da Aduana para realizar o procedimento, visto que existia apenas um profissional para o serviço de verificação dos documentos e vistoria dos veículos. Logo, torna-se impossível a agilidade. Quando o funcionário segue para vistoriar o veículo, o processo de verificação da documentação fica interrompido e vice versa…

Concluído o processo seguimos, finalmente, rumo a cidade de El Calafate e desfrutando da estrada, que mais uma vez ressaltamos que nos faz muito bem.

Chegamos ao nosso novo destino e conforme indicações, procuramos sempre manter o tanque cheio, devido a constante falha no fornecimento de combustíveis nesta região, encontramos logo na chegada um posto de combustível para re-abastecer o artniC com diesel.

Confirmando às recomendações, no primeiro posto (YPF) não havia Diesel S10. Esta é uma de nossas limitações, já que o motor do artniC segue a especificação Euro 7 e potanto só devemos utilizar Diesel com no máximo 10 ppm de Enxofre (saudade da química !!!!) e nem sempre encontramos este combustível.

Seguimos então para a segunda opção, indicada pelo próprio frentista, um posto de combustíveis que não constava nos aplicativos que utilizamos (agora já enviamos as solicitações de inclusão deste posto de combustíveis nos respectivos aplicativos). Simplesmente trata-se de um posto Petrobras e que por motivos óbvios, nos sentimos em casa.

Completamos o tanque com Diesel Premium e ainda perguntamos se no caso do pagamento ser feito com o cartão de crédito PETROBRA/VISA haveria desconto. Nada feito, sem “descuento”, mas tanque cheio e prontos para nova etapa.Durante abastecimento wifi liberado, seguimos para o Camping previamente identificado e que foi de muito fácil acesso.

Chegamos ao Camping Niriguao, nos posicionamos e foi só desfrutar do vento e frio, ambos intensos.

Ficamos por alí, poucos e ótimos 9 dias.

Neste período, aproveitamos para caminhar, e muito, pela cidade de El Calafate e desfrutar também da uma ótima cerveja artezanal (pelo menos nós gostamos muito) do bem estruturado bar “La Zorra” que merece ser visitado e muito bem degustado.

Este foi também nosso ponto de apoio para visitar o Parque Nacional Los Glaciares e apreciar a fantástica vista do Glaciar Perito Moreno que é um enorme espetáculo para nossas vistas. No trajeto tivemos direito ao almoço preparado e degustado dentro do artniC com vista fantástica para o Glaciar (vejam as fotos).

Mais uma vez constatamos que o mundo é de fato pequeno. Tivemos a oportunidade de re encontrar um casal de Alemães que havíamos conhecido à cerca de 20 dias no Camping em Rada Tillly – AR. Conversamos mais um pouco, nos atualizamos, trocamos informações e pronto, hora de seguirmos nossos destinos.

Nos despedimos dos novos amigos, dos proprietários do Camping e seguimos…

Fica aqui o nosso registro de que esta é mais uma cidade que recomendamos a visita e com bastante tempo disponível para desfrutar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *